Crítica: Repleta de cultura pop, Samantha diverte sem cair na chatice


Terceira série brasileira da Netflix, ‘Samantha’ pegou como referência o universo pop dos anos 80/90 e transformou em uma belíssima e divertida produção.

images (3)

Estrelada por Emanuelle Araújo, a série mostra o pós fama de uma artista infantil, hoje mulher “casada” e com dois filhos, mas que ainda vive presa em sua ideologia de uma grande estrela.

“Samantha” consegue juntar de forma bastante agradável o humor com a melancolia e saudosismo de uma época bastante marcante para o universo artístico, com tantas referências e extravagâncias da época.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s