Crítica | Falta de criatividade fazem novelas repetirem os mesmos dramas


por Wallace Francisco

É fato que as novelas andam cada dia mais sem criatividade. Perdidos, os autores parecem fazer de tudo para esticar suas novelas, na obrigação que essas alcancem o tempo determinado pela emissora para que a trama  permaneça no ar.

Vista tal obrigação e com enredos sem estrutura para suportar meses no ar, os autores não possuem outra alternativa a não ser encher linguiça, esticando situações que não dariam uma semana no ar e/ou criando dramas altamente desnecessários os clichês, que já se tornaram batidos e cansativos.

Um exemplo disto está acontecendo rotineiramente nas últimas produções da Globo, onde os autores estão explorando constantemente o artifício onde grávidas ocultam a paternidade de seus bebês.

Para se ter uma ideia, atualmente a ocultação da paternidade de bebês está sendo usada em duas das tramas do horário nobre da emissora. “Novo Mundo” e “A Força do Querer” se prenderam nesse artificio para tentar atrair e prender a atenção dos telespectadores.

Resultado de imagem para NOVO MUNDO NOVELA

Em “Novo Mundo”  , a professora de português da princesa Leopoldina (Letícia Colin) esconde a real paternidade do filho que espera. na história Ana (Isabelle Drumond) se envolveu com Joaquim (Chay Suede) antes de descobrir que ele era casado e pai de um filho.

Magoada por ter sido enganada, ela se casa e logo depois descobre a gravidez.

Resultado de imagem para RITINHA A FORÇA DO QUERER NOVELA

Já em “A Força do Querer”, a também protagonista Ritinha (Isis Valverde) casou com Zeca (Marcos Pigossi), mas teve caso com Ruy (Fiuk). Abandonada pelo marido após a descoberta da traição, tempos depois descobre que está grávida de seu “marido”, que a abandonou. Desde então ela passa a mentir dizendo que a gravidez é do empresário Ruy.

Além de “A Força do Querer”, as outras duas novelas que antecederam-na também utilizaram deste artifício para prender a atenção. Em “A Lei do Amor”, a  personagem Helô (Claudia Abreu) casou com Tião (José Mayer) grávida de Pedro, escondendo o segredo por mais de vinte anos.

Resultado de imagem para VELHO CHICO NOVELA

Em “Velho Chico”, Tereza (Camila Pitanga) também esteve envolta ao drama da paternidade não revelada.

Resultado de imagem para CIÇA malhação seu lugar no mundo

“Malhação – Seu Lugar ao Mundo” também utilizou esse artifício com a personagem Ciça. A adolescente interpretada por Julia Konrad começou como vilã, mas foi se redimindo ao longo da trama. Após o acidente de carro que matou seu namorado, João (João Vithor Oliveira), ela descobriu que estava grávida e disse a todos que o bebê era do amado. Mas, na verdade, o filho era fruto de um estupro que ela sofreu, cometido pelo vilão Samurai (Felipe Titto).

A utilização seguido deste artifício fazem com que fique clara a falta de inovação nos dramas enfrentados pelos personagens nas telenovelas da Globo. Uma pena, pois ao invés de repetirem os mesmos enredos, poderiam tentar inovar e oferecer ao público coisas novas.

Leia mais em: MIX OU MISTO

 

2 comentários sobre “Crítica | Falta de criatividade fazem novelas repetirem os mesmos dramas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s